ESTJ

O supervisor, o gerente, o organizador, o guardião

Funções cognitivas

Função dominante: Razão Extrovertida

Função auxiliar: Sensação Introvertida

Função terciária: Intuição Extrovertida

Função inferior: Sentimento introvertido

Exemplos de personagens ESTJ

Hermione Granger (HP)
Dean Winchester (Supernatural)
Princess Leia (Star Wars)

Seus pontos fortes

Os ESTJ gostam de organizar projetos, atividades, procedimentos e pessoas e depois agir para embrulhar tudo. Eles vivem de acordo com um conjunto de normas e crenças claras e definidas e fazem esforços sistemáticos para respeitá-las; eles esperam que os outros façam o mesmo. Eles estimam competência, efetividade e resultados e mostram isso em seu trabalho e tempo livre.

Os ESTJ gostam de interagir e trabalhar com os outros apenas se eles forem responsáveis, respeitem o tempo definido e concluam as tarefas que foram confiadas a eles. Eles trabalham em situações onde problemas claros e definidos podem ser solucionados por métodos que mostrem seu ímpeto.

Características

Os ESTJ têm uma abordagem objetiva sobre os problemas e se mostram firmes quando a situação requer. Eles usam sua função Razão principalmente no mundo externo, para organizar suas vidas e seus trabalhos e ficam impacientes quando enfrentam confusão, ineficácia e meias medidas.

Os ESTJ tendem a ser lógicos, analíticos, objetivos em seu criticismo, decididos, claros e resolutos. Os ESTJ se concentram no presente, no que é real e concreto. Eles aplicam e adaptam experimentos passados para solucionar problemas e preferem tarefas em que os resultados são imediatos, visíveis e tangíveis.

Os ESTJ geralmente são práticos, realistas, prosaicos, sistemáticos e pragmáticos. Eles são excelentes administradores porque eles entendem bem os sistemas e as logísticas. Eles podem imaginar as várias manobras necessárias para a realização de uma tarefa, antecipar potenciais problemas, incumbir responsabilidades e reunir os recursos, eles pensam em todas as possibilidades e nunca deixam nada ao acaso para realizar as tarefas dentro do tempo definido.
Quando eles veem que as coisas não saíram como planejado eles definem um esquema para retificar a situação. No entanto, eles preferem os sistemas e os procedimentos que já mostraram sua confiabilidade. Eles gostam de se concentrar na tarefa a realizar, na ação, e nos resultados.

Como os outros os percebem

Os ESTJ têm uma tendência natural de desenvolver sistemas, procedimentos e programas, pode-se com prazer contar com eles para tomar o controle das coisas e conclui-las apropriadamente. Eles podem ser julgados como opressivos às vezes, já que eles sempre têm certeza de saber como as coisas deveriam ser.

Os ESTJ são claros e diretos em suas comunicações, as pessoas raramente precisam perguntar o que eles estão pensando. Os ESTJ são bastante amáveis e geralmente gostam de interagir com pessoas, particularmente se isso significar realizar tarefas, jogos, tradições, ou atividades familiares. Dentro de relacionamentos íntimos, eles levam seus papeis a sério e os cumprem de uma maneira responsável.

Os ESTJ geralmente são percebidos como conscienciosos, dignos de confiança, determinados, diretos e certos de si.

Potenciais áreas de desenvolvimento

Se os ESTJ não puderem encontrar um meio de usar seus talentos e de serem valorizados por sua contribuição, eles geralmente se sentem frustrados e podem:

- Ser rígidos e dogmáticos

- Ser intervencionistas, se transformar em especialistas ‘Senhor, eu sei de tudo’, para reprimir enquanto se recusam a escutar

- Se tornar intrometidos, e se mostrar impacientes em relação às pessoas que não respeitam os procedimentos passo a passo

É possível que os ESTJ prestem menos atenção às funções que eles menos gostem:
Sentimento e Intuição. No entanto, se eles negligenciarem demais esses aspectos, pode ser que eles:

- Tentem usar lógica mesmo quando as emoções e o impacto sobre as pessoas deveriam ser levados em consideração primeiro

- Não correspondam à necessidade de intimidade que os outros têm e nem à essa necessidade de falar sobre como eles se sentem

- Nem sempre percebam as consequências mais vastas que uma ação simples e direta pode ter
Em situações muito estressante os ESTJ podem acabar se sentindo solitários e pouco valorizados e se tornem incapazes de comunicar seus sentimentos de tormento e desespero.